5 Maneiras de tratar a Sindrome do Pânico e como eu venho superando as crises.”

Oi,eu sei e entendo as pessoas que se sentem angustiadas por ter ansiedade generalizada ou Sindrome do Pânico,pois também passo por isso.

Hoje vou dar algumas dicas de fazer amenizar as crises,distrações e as 5 maneiras de tratar o Pânico.

“Houve uma época em minha vida que eu não saía de casa pra nada,tranquei a faculdade,recuava de tudo por medo das crises e os remédios já não faziam mais efeitos.”

Pra ser sincera os remédios apenas amenizam os sintomas,e a calma tem que vim de dentro ou melhor,o autocontrole.

Nem eu e nem você vamos morrer de crises de pânico,eu já pensei muito dessa forma mas sempre fico bem após as crises.

Elas nos assustam por conta da carga de sintomas no corpo,o mal estar,o medo do medo e medo de morrer,mas acredite,passa!

A síndrome do pânico é uma condição que afeta mais pessoas do que muita gente imagina. Diferente de ataques únicos de ansiedade e medo, essa síndrome é caracterizada por episódios frequentes de pânico, suor excessivo, sensação de morte, tremores e apertos no coração.Eu tenho mais de 10 sintomas e o pior deles é a sensação de irrealidade e que é o fim da minha vida.

Nessas condições, quem sofre dos ataques acaba adquirindo medos diversos, que vão desde acender as luzes até viajar de carro(no meu caso é medo de sair de ônibus,metrô,medo de percursos longos e distante do meu lar,medo de sair sozinha). No entanto, é possível vencer a síndrome com o tratamento adequado, aliado a algumas atitudes que podem ajudar a superar as crises mais rapidamente.

No post de hoje, você vai conferir algumas dicas para amenizar as crises e viver o mais normal possível.

1. Reconheça o problema

Reconhecer que você precisa de ajuda é um grande passo para a cura. Ao sentir seu coração disparado em determinadas situações, assim como medo de ir a alguns lugares ou qualquer outro sintoma que você viu acima, preste atenção no contexto.

Comece a analisar o que lhe causa medo, em quais situações você se sente vulnerável e se isso afeta seu estado físico. Entender o que desencadeia um ataque de pânico é o primeiro passo para tratar a síndrome.No meu caso o medo que sinto é de passar mal por conta das crises,medo de morrer e de passar constrangimento.Mas logo penso,que passará e conseguirei vencer.E o mais importante é reconhecer,aceitar e aprender a lidar.

2. Procure um profissional

Ao detectar as primeiras crises e reconhecer que algo não vai bem, procure um bom profissional! Contar com a ajuda de alguém especializado é o ideal para dar início ao tratamento.

Um bom psicólogo pode ajudá-lo a descobrir as causas do problema, trabalhar suas angústias e amenizar os traumas, que muitas vezes podem causar o pânico. Por isso, não subestime o poder de ação desse profissional.Vou confessar que comigo não foi fácil encontrar um profissional que trabalhasse meus medos e minhas crises,mas o maior mestre que pode mudar tudo é você!

3. Use a respiração como aliada

Saber lidar com as crises faz parte do processo de tratamento. Respirar rápido e cada vez mais ofegante faz o cérebro enviar outros comandos para salvar o corpo de um possível ataque, o que desencadeia os sintomas físicos.

Por isso, aprender a respirar corretamente para não se afobar e piorar os sintomas é muito importante. Ao sentir que a crise está começando, respire profundamente e segure o ar nos pulmões por 3 segundos. Depois, solte lentamente pela boca, como se fosse assoviar.

Repita esse exercício quantas vezes forem necessárias e preste o máximo de atenção em sua respiração, até conseguir se acalmar.No começo eu tive bastante dificuldade,e me desesperava com medo de desmaiar e sofri muito com a tal da hiperventilação.

4. Reflita sobre o seu estilo de vida

Se você tem trabalhado muito e sente que sua vida pessoal fugiu do controle, é hora de rever algumas atitudes e começar a colocar sua rotina no eixo. A síndrome do pânico é um medo recorrente de alguma situação que causou trauma em um indivíduo vulnerável.

Por isso, mantenha sua vida em equilíbrio, sem exagerar no trabalho e deixando sempre um espaço na agenda para a prática de exercícios físicos ou para uma sessão com o psicólogo.Eu tenho a mania de viver o amanhã,quem planeja muito ou quem tem ansiedade no amanhã como eu,pode ter crises com mais frequência.Porque geralmente fico pensando “se eu sair terei crises,se eu for de ônibus vou passar mal,quem vai me socorrer quando eu estiver sozinha?” então refletir é bem importante,e é uma chave para entender o que te faz ter crises.

5. Tenha paciência para tratar síndrome do pânico

Para tratar a síndrome do pânico, é preciso ter consciência de que ela não desaparecerá de um dia para o outro. Por isso, ter paciência para não se cobrar demais e enfrentar um dia de cada vez, sempre seguindo as orientações do seu psicólogo, são atitudes imprescindíveis para o sucesso do tratamento.As vezes eu acho que ela nunca vai sair sa minha vida,eu pensei muito em desistir dos meus objetivos,mas esse não é o caminho.

Existe terapias alternativas e sem química ,e ajuda de verdade.

Lembro que meu namorado tinha uma gata e ela teve filhotes,melhores antidepressivos juro!

O carinho e contato com eles me davam um bem estar e sem falar que gatinhos são fofinhos demais.

Outra terapia boa é mexer com plantas,tente.

A prática da yoga e meditação,algumas técnicas de respiração.

Eu amo desenhar e quando me sinto ansiosa já começo a rabiscar e assim a mente trabalha e eu tiro o foco da crise.

A música tem um poder relaxante e ajuda a acalmar as crises,quando meu namorado canta pra mim por exemplo.E música clássica é o que recomendo.

Durma bem,uma boa noite de sono ajuda ao corpo relaxar,e ficar mais resistente caso tenha mais crises.

Converse com quem você confia.Sempre bom conversar,ser ouvido e aprender bons conselhos.Evite pessoas que ficam criticando,julgando ou falando coisas depressivas.Saia,sorria e o que faço bastante é observar as coisas ao meu redor e comentar o que vejo.

A síndrome do pânico tem cura e o mais importante é saber que existem profissionais habilitados para ajudá-lo com isso, e que algumas mudanças nos hábitos podem ajudar muito na hora de enfrentar as crises.

Lembre-se sempre de que você já passou por crises antes e conseguiu superá-las com sucesso. Isso acontecerá em cada uma delas até que deixem de existir.Eu venço todos os dias,trabalho todo instante e acredito na melhora.


#panico #psicologia #sindromedopanico #tratamentosparaansiedade

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s